Como é correr o Desafio 28 Praias

Desafio 28 Praias - Eu na Correria

No último final de semana, 6 de maio, fiz 21km no Desafio 28 Praias. Rachei o percurso total de 42km com meu namorado e ambos corremos 21km, ele fez os dois primeiros trechos e eu o restante. Embora a corrida já esteja em sua 6ª edição, essa foi a primeira vez que participei e, assim como a maioria dos corredores de primeira viagem, busquei bastante informação relacionada ao percurso. Justamente por não encontrar tanta informação, decidi fazer esse post.

Durante a minha pesquisa ouvi muita gente dizer que o percurso é fantástico por englobar trechos de praia e trilha na mata, ou seja, dá ao corredor a possibilidade de ver cenários incríveis. Mas também ouvi que é uma prova dura, com muitas subidas e descidas – mais subidas do que decidas, diga-se de passagem–, mesmo assim decidi ir. Sou iniciante nos 21km, mas me julguei preparada para encarar o desafio.

Pois bem, agora vamos às minhas impressões. Não fiz o primeiro trecho, mas colhi o depoimento do meu namorado que fez e detestou. Isso mesmo, caro leitor, ele detestou, e eu explico o porquê, segundo ele. O primeiro trecho tem 14.900 e é praticamente todo feito dentro de trilhas com mata fechada, então, você não vê tantos cenários bonitos.

Esse é um ponto. Mas não é exatamente o que tem de pior. Como choveu muito um dia antes, havia muita lama no trajeto e o percurso ficou bem perigoso. Os caminhos são estreitos nas trilhas e tem uma galera bruta que quer passar por cima a qualquer custo. Então, se você for pela primeira vez fazer 28 Praias, saiba que essa é uma corrida de gente grande, do tipo “não sabe brincar, não desce para o play”.

17800169_1224818177615450_4750594728313094856_n
Foto: divulgação 28 Praias

Inclusive, é também entre o primeiro e o segundo trecho que existe um rio. Dessa vez o nível do rio estava alto por causa da chuva, sendo assim, as opções eram: passar caminhando para quem tinha altura, a nado ou num barquinho. Quem opta pelo barquinho tem um tempo extra, acrescentado no resultado final. Regras da prova.

17796229_1224825094281425_8285463800107198111_n
Foto: divulgação 28 Praias

Do terceiro trecho até o final, o corredor passa por praias, trilhas e asfalto. E as paisagens são arrebatadoras. No penúltimo trecho, em uma parte do alto da trilha, você consegue ver o mar, azul e tranquilo, coisa mais linda. Ali você sente que apesar das dificuldades, vale a pena ser louco e estar uma prova dessa. Queria muito ter tirado fotos do percurso, mas não consigo carregar nada além da minha água. Ou corro ou fotografo, porque não sou obrigada a nada (risos).

Resumindo, é uma prova dura sim, e que exige bastante do corpo, até mesmo dos atletas mais preparados. Contudo, para quem curti natureza, vale a pena cada passo.

Desafio 28 Praias - Eu na Correria
Foto: Marlene Santos

Organização

A prova tem uma boa organização, desde a retirada dos kits até a linha de chegada. Eles têm toda uma preocupação em preservar a natureza, acho isso importante. Um ponto que considerei negativo foi a questão de segurança. Vi algumas pessoas passarem machucadas, com corte no rosto, no braço, mas, talvez, faça parte do jogo mesmo. Ter chovido um dia antes também não ajudou. Ah, e muita gente perdeu o chip durante a prova. Taí um item para ser repensado na próxima edição.

Kit

O Kit é legalzinho, não é o melhor da vida, mas é um kit digno. A camiseta é muito bonita.

Postos de hidratação

Por uma questão ambiental, água só nos postos de troca, durante o percurso não há abastecimento.  O atleta que pega água no posto de troca, não pode sair sem jogar o copo plástico no lixo, se acontecer, é automaticamente desclassificado.

Vem novidade por aí

Em 30 de setembro deve acontecer a edição “28 Praias Costa Norte”, que vai englobar Ubatuba e praias mais próximas do Rio de Janeiro. Quando eu tiver mais detalhes, conto aqui :-)

<span class="genericon genericon-category"></span> <span class="genericon genericon-tag"></span>