Assessoria esportiva melhora o desempenho na corrida?

corrida-em-grupo-470x313Iniciar na corrida nem sempre é fácil, mas depois de começar e provar para si mesmo que é possível fazer 10, 15 ou mais quilômetros, parece que algo transformador acontece: passamos a querer tempos menores e distâncias maiores. Nessa busca por evolução, muitas pessoas optam por contratar uma assessoria esportiva, mas será que existe um momento certo para investir no serviço?

De acordo com o educador físico e triatleta Eduardo Albuquerque, não há um momento tão específico para fazer essa escolha. “A assessoria funciona bem tanto pra quem está iniciando, seja na corrida, triátlon ou mesmo na caminhada, quanto para quem já está num ritmo mais avançado. Na assessoria EDU ULTRA TEAM, por exemplo, temos uma metodologia que atende desde o iniciante, que nunca teve contato com o esporte, até alunos mais experientes, que procuram a melhora de sua performance”, avalia.

Para o vendedor Maurício Mota, que iniciou na corrida há seis anos, o momento certo de procurar uma assessoria aconteceu depois que o desejo de melhorar e também de ir para provas mais longas bateu forte em seu coração de corredor. “Procurei uma assessoria, pois sempre quis fazer um treino específico, com o objetivo de melhorar meu desempenho. Para fazer a escolha de qual assessoria deveria contratar, levei em consideração três critérios: preço, local e know-how do professor que oferece a planilha de treinamento. Após pesquisar bastante nas redes sociais, Google e com conhecidos que também correm, elegi duas e optei pela que me atendeu com o melhor preço. Para se ter ideia do quanto o trabalho da assessoria está sendo positivo, com apenas dois meses bati dois recordes pessoais, nos 5km e 10 km. Antes, mesmo correndo desde 2010, raras foram as vezes que consegui um pace abaixo de 4:45. ”, conta.

1385654_991823397532745_954207111354189493_n
Maurício Mota

O educador físico Eduardo explica que, apesar de cada assessoria adotar um método, há
alguns elementos essenciais para que o trabalho entre profissionais e atletas flua bem. “O primeiro passo é conhecer o aluno, investigar qual seu histórico com o esporte, se ele teve ou não lesões e, a partir disso, solicitar que faça uma consulta com um cardiologista e que tenha ao menos um eletrocardiograma. Se possível um ergométrico em esforço também. Depois disso é possível definir objetivos e traçar uma meta de forma individualizada”, pontua.

12799099_1685775131700684_2088956856546802655_n
Assessoria EDU ULTRA TEAM

Assessoria esportiva é diferente de ter um personal trainer

Treinar com uma assessoria e com um personal são coisas diferentes e você precisa saber disso. Geralmente, o trabalho feito pelo personal é mais individualizado, mas isso não significa que o rendimento adquirido por meio do trabalho de uma assessoria seja inferior. “Embora a assessoria esportiva atinja um número muito maior de pessoas, ainda assim é possível trabalhar de forma individualizada com os alunos. Outro ponto que torna os serviços diferentes é que com a assessoria há um ambiente de descontração e motivação nos treinos coletivos”, ressalta Eduardo. Também vale dizer que o investimento para assessoria é bem menor do que o de um personal.

<span class="genericon genericon-category"></span> <span class="genericon genericon-tag"></span>